Buscar

O Feminino Consciente

Esse tal Feminino Consciente começou a emergir por aqui durante o curso de doula que fiz pela ComMadre, que incluía um módulo de autocuidado transformador. Mais precisamente, o sentir dessa necessidade de mudança de pensamento veio na gestação da minha segunda filha, a Mirela. Explico:


O ano era 2016 e o golpe contra Dilma Rousseff me fez refletir sobre o quanto somos manipuladas, enganadas e essa reflexão começou a se expandir para todos os âmbitos da minha vida. Grávida, comecei a questionar porque meu corpo não teria sido capaz de parir e amamentar minha primeira filha, Melissa. Pronto: chama acesa para busca de expansão da consciência aqui na dimensão que a gente vive e para ser menos alienada frente à vida.


Voltando ali para o curso de doula, lembro de ter dito para uma colega da mesma casa que eu não me considerava feminista, porque elas - feministas - tinham estudado muito para isso e eu não (risos). Nunca esqueci a cara que ela fez. Claro que eu era! Só não sabia que tinha esse nome.


A partir desse curso e do meu trabalho com gestantes e puérperas, fui entendendo o que é Ser Mulher nesse mundo, que busca nos manipular e abafar nossa potência de infinitas formas.


De lá para cá tem sido muitos estudos, leituras, formações, trocas e vivências que me fortalecem diariamente na minha caminhada. À essa expansão da consciência, não só no que tange à espiritualidade, mas no que tange também a maneira como a gente se coloca nesse mundão (já que não somos mestras ascensionadas ainda) é a essência da consciência feminina para mim.


O Feminino Consciente permeia o reconhecer-se poderosa, resgatar saberes ancestrais com as ervas, os rezos, a sintonia com a natureza e com o campo sutil para a cura física e emocional, para si e para ser medicina para o mundo.


Permeia ainda compreender a origem das amarras que nos limitam, saber dizer não aos padrões que nos impõe e à sobrecarga que nos empurram. É sobre identificar as mazelas do machismo e do capitalismo sobre nós e remar contra essa maré tenebrosa de derrocada do papel da Mulher na história humana. O Feminino Consciente é, portanto, político.


O Feminino Consciente é como uma teia que eu venho tecendo em mim e expandindo para outras de nós através do meu trabalho. Hoje tenho a honra e a coragem de por esses meus saberes no mundo.


Quer vir comigo ser fiandeira da sua história? Eu não te prometo uma guinada na sua vida como eu dei na minha - até porque foram necessários vários anos, algumas dezenas de mestras e, sobretudo, muito trabalho da minha parte, muitos péssimos e ótimos momentos para chegar aqui onde estou (e sempre haverá muito mais o que evoluir), mas te auxilio a perceber em si a potencia que finalmente veio à tona em mim.


Um abraço fraterno e potente,


Aline

A Bruxa dos Retalhos



Foto da maravilhosa: Marcia Medeiros